Setorial Metal Mecânico do Vale do Gravataí, Rio Grande do Sul, RS - indústria gaúcha NORTEADORES ESTRATÉGICOSTRABALHE CONOSCOHISTÓRICOS AGENDA ASSOCIADOSBENEFÍCIOS CONTATOS LINKS

Notícias

Inovação e design de soluções inovadoras

SemMegra

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O design para a inovação é uma metodologia utilizada para resolver problemas complexos, na qual se usa o pensamento criativo para criar soluções inovadoras que tragam uma experiência única e diferenciada para o consumidor final.

 

Uma das grandes barreiras para a expansão e adoção irrestrita do design dentro das empresas está ligada à mudança de modelos mentais. Os hábitos mentais direcionam as escolhas e as decisões. Grande parte das decisões corporativas seguem o pensamento linear, estruturado e lógico. Quando se emprega o processo de design a intuição e a criatividade adquirem papel preponderante. Isto é, o pensamento linear continua presente, porém, a junção criativa de várias perspectivas diferentes vindas de um grupo diverso dentro de um processo mais aberto e intuitivo possibilita um entendimento ampliado do contexto e a geração do "novo". O processo de design tem quatro grandes etapas: a observação, a definição do desafio, a geração de ideias com a prototipação e o teste. Fazer a cocriação com o consumidor logo nos estágios iniciais pode encurtar o caminho e reduzir investimentos financeiros e tempo.

 

Nem sempre isto é possível, especialmente se houver o envolvimento de tecnologias patenteáveis. O interessante é que no processo de design a solução pode vir de áreas e de pessoas de onde menos se espera, qualquer ideia pode ser fonte de uma nova conexão que levará a uma solução inovadora.

 

Para quebrar as estruturas mentais lineares é necessário se usar ferramentas do pensamento criativo que ajudam a quebrar os hábitos mentais. O IMAGINAR é um processo de solução criativa que  foi desenhado para ajudar profissionais a desenvolver novas soluções. O processo tem oito etapas e em cada etapa são intercalados o pensamento criativo – divergente, com o pensamento avaliativo – convergente. As ferramentas utilizadas no processo ampliam o entendimento do desafio e minimizam o impacto do pensamento linear. O resultado final do IMAGINAR são conceitos novos que deverão ser desenvolvidos e prototipados.

 

O professor Clayton Christensen (Harvard) cita que os designers possuem uma competência cognitiva que se chama “pensamento associativo”. Que é a capacidade que algumas pessoas desenvolveram para criar novos caminhos ou direções para as informações já conhecidas. Este tipo de pensamento pode ser desenvolvido pelas competências de descoberta, que são: observar, perguntar, conectar e experimentar. Estas competências permitem que os designers aumentem o seu estoque de ideias para criar novas soluções. É como se tivéssemos um jardim cheio de sementes esperando ser adubadas para germinar. As competências de descoberta são esse adubo que à medida que é colocado no jardim, vão criando as condições necessárias para que novas sementes nasçam.

 

Uma dica para quem quer ser um designer é ter um moleskine sempre à mão para anotar coisas que despertam a curiosidade. Elas podem não fazer nenhum sentido no momento da anotação. Porém, estas anotações ajudam a desenvolver as competências de descoberta porque aguçam os sentidos e a curiosidade e são o adubo para o cérebro fazer novas associações.

 

 

Solange Mata Machado é sócia da Ockam Consulting.

Link: http://www.ockam.com.br/single-post/Inovacao-e-design-de-solucoes-inovadoras

 

 

Listrar todas as notícias

 




Login

Senha


Esqueceu ou não tem senha? Clique aqui.





O SEMMEGRA realiza seus encontros quinzenais na sede da ACIGRA – Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí. Estas reuniões são abertas apenas para os associados, onde são apresentadas as necessidades, realizado o planejamento e deliberadas ações para o setorial.


Acessos desde maio/2010: 384274

Setorial Metal Mecânico do Vale do Gravataí (c) 2010
msmidia.com